POR QUE ESCOLHER A BYTE FACTORY?

Além de oferecer 100% de ferramentas e serviços personalizados, nossa equipe tem o foco na alavancagem do seu negócio, informando e auxiliando sua expansão.

CONTATO
  • End.: Av. Jose de Souza Campos, Nº 1.815, cj 1.202
    Campinas-SP CEP 13025-320
  • Tel: +55 19 3795-4460 / 4461 / 4462 / 4463
  • Email: atendimento@bf.net.br

Nova padronização para pesquisas

07/12/2008 em Internet

O AICS gerencia a localização de uma informação em outra tabela. Por exemplo, uma lista de opções é o modo mais comum para isso. No Centro de Informações, bastava indicar a tabela origem, coluna e resultado para que o AICS gerasse os comandos automaticamente.
Recentemente, criamos o recurso de Autocomplete para campos em geral. Este recurso também é baseado no Centro de Informações e utiliza a mesma regra da tabela origem e campos de pesquisa. Logo, para diferenciar um modo de utilização do outro, a opção Carregar dados em um combo é necessária para que o HTM automático gere a lista de preenchimento.
Isso não afeta sites que tenham HTMs já definidos em banco de dados ou em arquivos externos.
Apenas para fechar esta questão, o recurso de pesquisa em dados conectados pela tabela de relacionamentos DEFRELAC ainda permite, através de um botão de busca, localizar e selecionar um dado numa outra tabela ou vista. Portanto, os recursos de pesquisa em outras tabelas no ServAICS ficaram:
1. Lista com a opção Carregar dados em um combo 2. Autocomplete (veja nota anterior) com esta opção desligada 3. Pesquisa em tabela associada pela definição em DEFRELAC

Nova interface de acesso direto

07/12/2008 em Geral

O AICS opera plenamente sobre servidores de dados SQL. Além disso, permite boas escolhas aos usuários do sistema dentre os servidores: SQL Server, Oracle, SAPdb/Maxdb, PostgresSQL e DB2. Para viabilizar este conjunto de opções, basicamente, duas versões estavam disponíveis: Aics compatível com ADO e AicsX compatível com DBExpress. Este último muito interessante por transferir dinamicamente os dados, isto é, quando um cliente solicita um resultado que tenha muitas linhas, estas são carregadas conforme sejam utilizadas.
Dentre estes bancos, o Oracle era acessado pela interface ADO com perfeita estabilidade. Atualmente, com as novas versões deste banco, estes clientes Oracle não mais oferecem a antiga estabilidade (nenhum consegue satisfazer 100% dos recursos técnicos nestas interfaces). Logo, este problema exigiu a criação de mais uma versão do Aics, denominada AicsT, que faz acesso direto, sem estas diversas interfaces, ao cliente do banco de dados OU ao próprio servidor de dados. Tanto é poderosa esta nova interface que ela permite acesso a TODOS os bancos de dados. Tendo como exceção de indicação, o próprio SQL Server que é nativo ADO e nesta interface é a que melhor se adapta.
Portanto, o novo AicsT permite acesso aos servidores acima indicados, com transferência dinâmica de dados (exceto no SQL Server), ocupação de banda ainda menor que o AicsX e velocidade equivalente ou melhor que as interfaces anteriores.

Cores para diferenciar as versões

07/12/2008 em Geral

Com a nova interface direta de acesso aos SQLs, podem ocorrer dúvidas quanto a melhor versão para o servidor de dados em uso.
Portanto, na versão mais recente do AICS, criamos uma mensagem que, em função do servidor alvo e do tipo de interface de dados do AICS, emite ou não um alerta ao operador.
Ainda, na tela de abertura, na especificação do tipo de AICS, indicamos as seguintes cores do texto:
- Azul: Versão baseada na interface ADO - Verde: Versão baseada na interface DBExpress - Vermelho: Versão com acesso direto aos servidores Ainda, padronizamos, respectivamente, os nomes Aics, AicsX e AicsT para os EXEs. Seguindo este padrão de cores, as recomendações aos tipos de servidores de dados são:
- Azul: SQL Server - Verde: SAP/Maxdb, PostgreSQL e DB2 - Vermelho: Oracle (além de ser operacional aos demais bancos)
Com estas melhorias, a BF acredita que os clientes tenham a maior flexibilidade e na maior performance possível para o servidor de dados escolhido e homologado para seu uso interno e externo.

Novos formatos nativos de imagem!

07/12/2008 em WebServer

Esta atualização atinge o módulo Editorial, Centro de Informações e Servidor de Imagens e Web.
As ferramentas do AICS foram expandidas para permitir trabalhar com os seguintes tipos de imagens:
- JPEG - agora nativo, sem uso de bibliotecas do Windows - PSD - Nativo do Photoshop - RAW - Nativo de câmeras digitais profissionais - E outros: PCX, TIFF, PNG, BMP, TGA, EPS

Função do usuário para bloquear edição

07/12/2008 em Finanças

No financeiro, como padrão, valores e contas ficam desabilitados quando o movimento editado estiver num período de caixa fechado.
Entretanto, segundo regras de negócio locais, pode ser necessário bloquear sob outras condições adicionais. Para permitir estas regras, a BF criou uma função callback (o AICS é que a chama e o usuário apenas a declara e implementa) que permite também bloquear estes campos. A sua sintaxe é:
Function AICS_MayEditFIN(Indice:String):boolean Que deve retornar falso se o dado indicado não puder ser editado.

Proibição de vender a pessoas físicas

07/12/2008 em Comercial

Devido a alguns tipos de empresas estarem, por lei, impossibilitadas a efetuar vendas quando o destinatário é uma Pessoa Física, a Byte Factory adicionou uma configuração, por local, na aba Comercial para indicar que esta proibição existe.
Logo, ao gerar uma NF pelo módulo comercial, se o destinatário for uma pessoa física, a NF não será gerada. Se, porventura, mesmo assim for necessário gerar esta NF, o Fiscal não foi bloqueado neste sentido (mesmo porque existem N outras emissões fiscais que não são sensíveis a esta proibição).
Reiterando, esta nova configuração é POR LOCAL, e o padrão é desligado indicando que é permitido gerar NFs a Pessoas Físicas.

Interessante recurso para casas decimais

07/12/2008 em Materiais

O objetivo deste novo recurso foi deixar a visualização mais adequada à realidade e evitar problemas devido a erros de arredondamentos.
Este problema ocorria quando o AICS executava a conversão de certas unidades nas quais ocorria uma dízima, por exemplo. Internamente, devido ao tipo de dado em que os números são armazenados, ficavam registradas as 15 primeiras casas. Esta precisão, em muitas situações, é exagerada e ocorriam "lixos", normalmente, quando saldos de certos materiais zeravam.
Portanto, a BF ampliou o cadastro de unidades permitindo indicar a precisão desejada a cada uma, na prática, o número de casas decimais desejado.
Por exemplo, uma unidade do tipo PC pode ter o número de casas decimais como 0, portanto, o sistema irá armazenar e converter sempre em números inteiros. Se for kg, por exemplo, pode-se indicar que o número de casas é 3 para chegar com a precisão em g.
Esta configuração pode ser feita no cadastro das unidades (por exemplo, pelo menu Configurações dos Materiais). E, inicialmente, todas as casas irão receber 6 dígitos como padrão, aumente ou diminua de acordo com suas necessidades.

Pequena alteração nos estoques mínimos

07/12/2008 em Materiais

O filtro de estoque abaixo do mínimo no módulo Materiais passou a ser aplicado com a regra apenas "menor do que". Anteriormente, esta opção ativava o filtro "menor ou igual a". Ainda, na atualização dos estoques mínimos automáticos a partir das classificações de materiais, a nova opção de arredondamento pelas unidades foi também consistida.
O intervalo de segurança existente no filtro de relatórios do módulo de materiais pode ser aplicado para se obter uma análise mais conservadora, por exemplo, com segurança de 10 ou 20% sobre o estoque mínimo registrado.

Retirada integração automática com NF Eletrônica

07/12/2008 em Fiscal

Visando evitar erros no faturamento, retiramos o envio automático dos movimentos fiscais para o banco de dados da Secretaria da Fazenda associada.
Portanto, será necessário abrir um lote OU adicionar este envio por script no evento da tabela NOTA.
Solicite um exemplo de rotina que permite uma ou outra solução de forma rápida e segura.

Nova opção de parcelas na integração Comercial-Financeiro

07/12/2008 em Financeiro/Outros

O padrão do AICS para integrar lançamentos financeiros com os módulos Comerciais segue a regra de parcelas e percentuais livremente definidos nos campos associados.
Entretanto, em muitos casos, a geração mais simples com parcelas fixas e dia fixo é a mais adequada. Isso sem entrar no mérito de nr de dias do mês, por exemplo. O que importa é um valor fixo para um dado dia fixo.
Quando isso ocorre atualmente, ou é feita uma geração personalizada por script (nos eventos normais do AICS) ou o usuário pode editar manualmente as parcelas, o que é muito trabalhoso. Como esta necessidade está se repetindo, criamos na Configuração Geral, aba Vendas, a opção que irá gerar as parcelas e datas fixas, desta forma. Entretanto, o prazo entre as parcelas para este recurso deverá ser 30 (dias). Com esta opção desligada, não há mudança de comportamento do sistema.